A roda da vida, ferramenta de autoconhecimento, orientação profissional

A roda da vida é uma ferramenta de autoconhecimento, simples e prática. Sua criação é atribuída a Paul J. Meyer nos anos 60. Meyer, de origem humilde, foi o vendedor de seguros mais bem pago dos Estados Unidos aos 25 anos. Apresenta  quatro categorias, divididas em quadrantes, cada uma contendo três áreas da vida, totalizando abrangência de doze áreas da vida que serão pontuadas por você mesmo.

A roda da vida é uma ferramenta excelente para lhe ajudar na identificação dos pontos de harmonia, áreas prioritárias de atenção e na elaboração de um plano de melhoria. Para obter um bom resultado a fim de elaborar um plano de melhoria, adequado às suas capacidades e limitações, identificar pontos fortes e fracos, é fundamental  a sinceridade e clareza do seu estado atual para que o resultado reflita a sua realidade.

 

Roda da Vida


Qualidade de vida

Criatividade, hobbies e diversão

Plenitude e felicidade

Espiritualidade

Relacionamentos

Família

Relacionamento amoroso

Vida social

Pessoal

Saúde e disposição

Desenvolvimento intelectual

Equilíbrio emocional

Profissional

Realização e propósito

Recursos financeiros

Contribuição social

 

Descrição das áreas da vida

Qualidade de vida

Criatividade, hobbies e diversão – Quanto nossos momentos de lazer nos permitem renovar as forças para a jornada diária? Quanto a criatividade, os hobbies e a diversão estão presentes para que o corpo e a mente recarreguem, desperte a curiosidade e a criatividade?

Plenitude e felicidade – Quanto você se considera pleno e feliz? A felicidade é a caminhada ou a linha de chegada?

Espiritualidade – Quanto você considera estar conectado às possibilidades universais? Quão positivo e quanto acreditamos na fé que temos nos resultados positivos do que realizamos?

Pessoal

Saúde e disposição – atenção dada à saúde física e mental, bem-estar para dar energia e motivação para enfrentar o dia a dia.

Desenvolvimento intelectual – aprendizado, estudos, busca por conhecimento e experiências. Importante para o crescimento na carreira, maturidade, sabedoria nos desafios, resolução de problemas e escolhas.

Equilíbrio emocional – quanto o que lhe acontece afeta suas emoções? Qual o seu nível de reação às situações diárias? A maneira como você lida com os desafios, conflitos e medos reflete no seu equilíbrio emocional. O equilíbrio no controle das emoções prejudiciais, reforço e bom uso das positivas auxiliam na manutenção do equilíbrio emocional.

Relacionamentos

Família – Quão conectado à sua base, a família, você sente? A família explica quem e porque somos quem somos

Relacionamento amoroso – Qual o valor que você atribui ao seu relacionamento amoroso hoje? O relacionamento amoroso está relacionado ao amor individual e o quanto sente pelo companheiro(a). Seja sincero e verdadeiro.

Vida social – Quanto você se sente conectado socialmente nos lugares onde mora e trabalha? Quanto você se sente satisfeito nas relações de trabalho e pessoais?

Profissional

Realização e propósito – quanto o trabalho que você faz está aliando ao seu propósito de vida ou à sua essência? O propósito é o que nos motiva a acordar cedo, dar o melhor a cada dia e fazer a diferença na sociedade. É o quanto estamos conectados à transformação que somos capazes de realizar.

Recursos financeiros – é o resultado dos esforços nas atividades laborais é o quanto ganhamos que assegura as condições de sobrevivência que buscamos. Os recursos financeiros devem ser suficientes para pagar contas, adquirir bens, lazer, sonhos e a insatisfação neste item é relativo quanto ao plano de vida que a pessoa resolveu adotar.

Contribuição social – quanto o meu trabalho afeta a vida das pessoas à minha volta? Quanto você percebe que suas ações ajudam a transformar a sociedade e o mundo? Perceber o amor no que faz é o resultado que atribuímos a este item.

Como aplicar a roda da vida

1 – Escolha um momento que possa estar tranquilo e imprima a roda da vida;

2 – Pontue cada área;

3 – Una os pontos;

4 – Observe como ficou o gráfico formado;

5 – Decidir qual segmento prioriza;

6 – Elaborar o plano de melhoria de maneira a harmonizar e transformar o gráfico.

Como usar a Planilha Roda da Vida

1- Pontuar os campos correspondentes às áreas da vida;

2 – Observar as categorias que foram destacadas em verde ou vermelho;

3 – Elaborar o plano de melhoria de maneira a encontrar um equilíbrio das áreas e categorias.

Ao observar o resultado no gráfico, ou olhar os números na planilha, é interessante identificar a categoria que ficou com nota a nota abaixo de 6 e priorizar a elaboração do plano de melhoria as áreas para buscar harmonizar o gráfico.

Sucesso na sua jornada de autoconhecimento e melhoria de vida para que cada dia sejamos uma versão melhor de nós mesmos.

Leitura Recomendada – A roda da vida

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.