Atividades exercícios português 4o ano interpretação dicionário substantivos pontuação

Conteúdos

Leitura, análise, interpretação e produção textual
Uso do dicionário
Substantivo: próprio e comum
Artigos: definidos e indefinidos
Sinais de pontuação (reticências e travessão)

 

O CADERNO

Sou eu que vou seguir você
do primeiro rabisco até o bê-a-bá
em todos os desenhos coloridos vou estar
a casa, a montanha, duas nuvens no céu
e um sol a sorrir no papel
Sou eu que vou ser seu colega,
seus problemas ajudar a resolver
te acompanhar nas provas bimestrais, você vai ver
Serei de você confidente fiel,
se seu pranto molhar meu papel.
Sou eu que vou ser seu amigo,
Vou lhe dar abrigo, se você quiser
Quando surgirem seus primeiros raios de mulher
A vida se abrirá num feroz carrossel
E você vai rasgar meu papel.
O que está escrito em mim comigo
Ficará guardado, se lhe dá prazer
A vida segue sempre, o que se há de fazer
Só peço a você um favor, se puder
Não me esqueça num canto qualquer.

1. Qual foi o pedido feito pelo caderno?

2. Se o seu caderno pudesse falar, o que você acha que ele lhe diria?

3. Marque a opção que substitui o trecho sublinhado da frase

“em todos os desenhos coloridos vou estar”

a) estava

b) estarei

c) está

d) estou

4. Coloque um X no sinônimo dos termos destacados.

“do primeiro rabisco até o bê-a-bá”

( )risco ( )riso ( ) resto

“Vou lhe dar abrigo, se você quiser”

( )abre ( ) acolhida ( ) obriga

“Serei de você confidente fiel ‘

( ) mentiroso ( ) confiar segredos ( ) deixar de lado

“ se seu pranto molhar meu papel”

( ) sorriso ( ) suor ( ) choro, lamento

 

A CAUSA DA CHUVA

Não chovia há muitos e muitos meses, de modo que os animais ficaram inquietos.

Uns diziam que ia chover logo, outros diziam que ainda ia demorar. Mas não chegavam a uma conclusão.

– Chove só quando a água cai do teto do meu galinheiro, esclareceu a galinha.

– Ora, que bobagem! – disse o sapo de dentro da lagoa. Chove quando a água da lagoa começa a borbulhar suas gotinhas.

– Como assim? – disse a lebre. Está visto que chove quando as folhas das árvores começam a deixar cair as gotas d’água que tem dentro.

Nesse momento começou a chover.

– Viram? – gritou a galinha. O teto do meu galinheiro está pingando. Isso é chuva!

– Ora, não vê que a chuva é a água da lagoa borbulhando? disse o sapo.

– Mas, como assim? – tornava a lebre. Parecem cegos? Não veem que a água cai das folhas das árvores?

(FERNANDES, Millôr. Fábulas fabulosas. Rio de Janeiro: Nórdica, 1985.)

5. No trecho “Não chovia há muitos e muitos meses, de modo que os animais ficaram inquietos.”

A palavra sublinhada possui sentido de

a) ( ) desgastados.

b) ( ) sedentos.

c) ( ) agitados.

d) ( ) comovidos.

e) ( ) desanimados.

6. Os animais começaram a discutir sobre a chuva porque

a) ( ) estavam preocupados com a falta de água.

b) ( ) achavam que não iria mais chover.

c) ( ) todos queriam explicar de onde viria a chuva.

d) ( ) nenhum deles entendia da chuva.

e) ( ) queriam saber as causas da chuva

7. Explique porque cada animal falou de forma diferente sobre a chuva.

8. A fábula escrita por Millôr Fernandes é uma afirmativa de que

a) ( ) os animais entendem a dinâmica da chuva na floresta.

b) ( ) os animais veem a chuva como forma de manter a floresta viva.

c) ( ) cada animal vê a chuva conforme o ambiente em que vive.

d) ( ) todos os animais têm uma visão intuitiva dos fenômenos naturais.

e) ( ) o mundo é repleto de cientistas.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

9. Cite os substantivos próprios do texto

10. Procure no dicionário os significados das palavras:

jóquei – __________________________________________________

imbatível – ________________________________________________

emparelham – _____________________________________________

11. Para que serve o travessão no trecho: “ – Vamos, Relâmpago! Você é capaz!

12. Na frase “Eles vão participar da corrida mais importante do ano”, a palavra sublinhada tem o sentido de:

( ) contradição ( ) dúvida ( ) intensidade

13. As frases abaixo são iguais? Explique sua resposta.

1. O Alazão correu mas não venceu a corrida

2. Relâmpago correu mais do que Alazão.

14. Cite os trechos com artigos do texto:

Definidos:

Indefinidos:

AS ESTRELAS

Numa das noites daquele mês de abril estava Dona Benta na sua cadeira de balanço, lá na varanda, com olhos no céu cheio de estrelas. A criançada também se reunira ali.

Súbito, Narizinho, que estava em outro degrau da escada fazendo tricô, deu um berro.

-Vovó, Emília está botando a língua para mim!

Mas Dona Benta não ouviu. Não tirava os olhos das estrelas. Estranhando aquilo, os meninos foram se aproximando. E ficaram também a olhar para o céu, em procura do que estava prendendo a atenção da boa velha.

– Que é vovó, que a senhora está vendo lá em cima? Eu não estou enxergando nada. – disse Pedrinho. Dona Benta não pôde deixar de rir-se. Pôs nele os óculos e puxou-o para o seu colo e falou:

– Não está vendo nada, meu filho? Então olha para o céu estrelado e não vê nada?

– Só vejo estrelinhas. – murmurou o menino.

– E acha pouco, meu filho? Você vê uma metade do universo e acha pouco? Pois saiba que os astrônomos passam a vida inteira estudando as maravilhas que há nesse céu em que só se vê estrelinhas. É que eles sabem e você não sabe. Eles sabem ler o que está escrito no céu – e você nem desconfia que haja um milhão de coisas escritas no céu…

– Desconfio sim, vovó, mas fico nisso. Sou muito bobinho ainda.

– Bobinho como todos os astrônomos na sua idade, meu filho. Os maiores sábios do mundo foram bobinhos como você, quando crianças – mas ficaram sábios com a idade, o estudo e a meditação.

Monteiro Lobato

15. No trecho “ Os maiores sábios do mundo foram bobinhos como você, quando crianças – mas ficaram sábios com a idade, o estudo e a meditação.”

O travessão foi usado para:

( ) expressar o diálogo de um dos personagens da história

( ) explicar o trecho anterior ao travessão

O mas, sublinhado, foi usado no sentido de:

( ) afirmação

( ) oposião

16. Enquanto olhava as estrelas Dona Benta foi interrompida por:

( ) Emília ( ) Pedrinho ( ) Narizinho

17. O que Emília fez para Narizinho?

18. Enumere os acontecimentos da história

( ) Pedrinho disse à Dona Benta que era bobinho.

( ) Dona Benta disse que os astrônomos sabiam ler o que estava escrito no céu

( ) Dona Benta olhava as estrelas

( ) Emília incomodou Narizinho

( ) Narizinho deu um berro chamando a atenção de Dona Benta

( ) Dona Benta disse que os maiores sábios do mundo foram bobinhos como Pedrinho quando era criança.

19. Cite os substantivos próprios do texto:

20. Para que foi usado o sinal de reticências no trecho “nem desconfia que haja um milhão de coisas escritas no céu…” ?

21. Identifique 5 verbos no texto que estão no passado e reescreva-os nos tempos presente e futuro

fontes:

https://eduqueetransforme.blogspot.com.br/p/interpretacao.html

http://www.lipitipi.org/2015/04/atividade-sitio-do-pica-pau-amarelo-4.html

 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.